Número total de visualizações de página

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Todos ambicionamos ter a capacidade de voar, mas não percebemos, que apenas alguns foram capazes de construir as suas próprias asas e levantar voo...

No entanto, se não tens asas caminha; se não tens pernas, rasteja; e se não conseguires rastejar, fica ondes estás, pois independentemente do tempo que se demore, o importante é conseguir!

quarta-feira, 11 de abril de 2012


Um Universo de cores



Azul, amarelo, verde, violeta, todas as cores têm significado, todas elas fazem parte da nossa cultura visual e da nossa vida.

         As cores são tão significativas que, muitas vezes, acabam até por definir quem nós somos aos olhos dos outros. Assim, se vestimos roupa preta, deduzem que, ou estamos de luto, ou somos góticos, se usamos vermelho, somos vistos como atrevidos e audazes. A sociedade estereotipou que os meninos vestem azul e as meninas cor-de-rosa e, de facto, pelo menos enquanto bebés, são essas as cores mais utilizadas.

         Também na bandeira portuguesa as cores não foram escolhidas ao acaso: o vermelho remete para o sangue derramado e o verde para a esperança.

         Ao longo da nossa vida vamos atribuindo cores a determinados sentimentos, lugares, pessoas e até situações. São as cores de um belo quadro que nos acalmam ou as tonalidades de um céu cinzento que nos deprimem; são os  contrastes que nos divertem ou a monotonia de um tom amarelo que nos aborrece.

         É o azul vivo da tinta da caneta no papel branco que nos faz lembrar o presente e é o azul desvanecido numa folha amarelada que nos remete para o passado. O nosso planeta é azul, a areia dourada, o nosso coração vermelho e o céu é de um azul profundo e calmo.

         Resta dizer que a vida é um quadro, cabe-nos a nós escolher as tintas, a sua textura e tonalidade…

         Mãos à obra!
  Ana Cintrão

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Mais um Natal


O natal não transporta consigo apenas os jantares em familia, a árvore de natal, o presépio, os presentes...com ele vem também o vazio, a tristeza e a saudade de quem já não faz parte desta quadra maravilhosa. O natal é a familia toda junta, por isso a prenda que desejo este ano, é essa mesmo: que o tempo volte para trás, quero encontrar a peça perdida colocá-la no seu local e não voltar a perde-la, quero um puzzel completo de mim mesma. Portanto, meus queridos amigos se têm um puzzel completo dêm valor a todas as peças pois quem sabe se um dia uma delas nao se perde...

terça-feira, 25 de outubro de 2011


Há pessoas que nos acompanham a vida toda, há sorrisos que ficam para sempre na nossa memória, há momentos que nunca serão lembrados e outros que nunca serão esquecidos, há palavras que não saberemos dizer e outras que diremos com a maior facilidade, há perdas que não nos farão sofrer e há outras que nos mudarão para sempre, há dores que doem um minuto, outras umas horas e há aquelas que doem perpetuamente, há olhares que nos acalmam e há olhares que nos perturbam, independentemente daquilo que queiramos, na vida existe de tudo, as coisas boas e as coisas, mas enquanto as coisas boas forem superiores ás coisas más, então também haverá sempre alegria, ainda que saibamos que o amanhã pode já nao ter o verbo viver, enquanto ele existe devemos Vivê-lo!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O por do sol simboliza o final de um dia e o incio de outro, tal como o nascimento e a morte, tal como o amor e ódio, tal como tu e eu.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011


Poderia ir lá fora e gritar para todo o mundo ouvir, que te amo, mas o coração ouve melhor se em vez de gritar eu sorrir ou beijar ou acarinhar e além do mais não é o mundo que precisa de saber que eu te amo, tu é que precisas, porque para o meu amor crescer precisa de combustivel e esse combustivel és tu, és inacabável enquanto durares, és eterno enquanto existires, és amado enquanto fores meu porque se tu sem mim não és nada eu sem ti menos sou, porque a vida pode ser um sopro mas ainda assim eu vou viver nele contigo, nesse sopro em que nos amamos, em que somos felizes, nesse sopro em que somos um do outro. Porque a vida tem o significado que lhe quisermos dar e no meu dicionário vida tem como definição o teu nome, por isso para quê ir lá fora apanhar frio, cansar a voz, incomudar o ar se o que o mundo iria ouvir, pode ver, em cada dia, em cada mês, em cada ano, até  que o sopro se esgote...

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Somos mais do que vemos

A complexidade que se tem na nossa formação enquanto ser humano, no ventre da nossa mãe, torna a simplicidade de o deixarmos de ser, (aquando da morte), algo tão incompreensivel, algo tão doloroso, algo tão inexplicavel, algo tão assustador...o que demora meses  a construir pode não demorar um segundo a terminar.

sábado, 1 de outubro de 2011

Futuro, passado, presente


Porque o ontem não volta mais e o amanhã não chegará mais cedo, porque tudo tem o seu momento certo para acontecer e se o momento passa, não voltará novamente para existir...A vida é um momento!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011



Para se criarem belas frases, basta deixarmos as palavras brincarem sobre o papel e o envolverem com o seu perfume doce e alegre, em cada linha, em cada página...

quarta-feira, 21 de setembro de 2011


Há horas em que nem todas as palavras belas do mundo conseguiriam fazer nascer uma frase perfeita.


Porque quando encontramos a nossa verdade só queremos acreditar nela, porque para nós é a verdade mais verdadeira á face da terra, mas quando essa verdade  se transforma em mentira, o mundo desaba e tudo o que era real parece ficticio, tudo o que era importante já nao importa mais, tudo o que era valorizado não tem mais valor algum, porque a palavra amo-te toma o mesmo significado que a palavra odeio-te, porque o que escrevo hoje poderá já não fazer sentido amanha, porque nada é para sempre...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011


A perda é mais que perder, é ficar com uma parte de nós que já nao vai crescer mais, é um sentimento que deixa de se desenvolver, é parte da nossa alma que se perde também. Quando alguém nos deixa sabemos que pode ser para sempre, mas acreditamos que será?
Após a perda dizem-nos que o tempo cura tudo, eu estou segura de mim que o tempo faz alastrar mais a ferida, pois ele, faz-nos esquecer as lembranças que tinhamos da pessoa que amámos, mas nunca nos fará esquecer que a perdemos. Muito pelo contrário, o tempo passa e com ele leva os os pedacinhos de sentimento que tinhamos e que a perda fez parar de crescer e quanto mais horas, mais dias, mais meses, mais anos passam, mais saudades sentimos e pode vir o tempo todo do mundo que não consegue levar as saudades com ele!

Tudo tem uma cor, todos temos uma cor


O sol é amarelo, o mar azul, o algodão é branco, e ele...bem, ele tem olhos castanhos, a pele morena, o cabelo preto, o sorriso é rosa, o perfume verde marinho, o olhar violeta e a sua alma é vermelha, porque me toca com paixão, porque me ama com fulgor, porque me quer com sentimento escarlate, ele é fogo, ele é sangue. Antes ele era amarelo e eu magenta, ao nos unirmos ficamos da cor do amor...

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Temos sempre de tentar



Mesmo que saibamos que pode não resultar, mesmo que possa um dia acabar, mesmo que nem chegue a começar, mesmo que nos falte a vida para continuar, mesmo que tudo esteja contra nós, mesmo que o medo nos envolva no seu leito acolhedor, mesmo que não tenhamos mais forças, mesmo que nos roubem o coração, mesmo que o passo seja maior que a perna, temos sempre de tentar, porque até nós fomos uma sucessão de tentativas.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Já alguma vez se sentiram tão fracos, que se, vos pedissem para matar uma mosca, era com certeza a mosca que vos matava?!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011


O nosso coração deveria ser como as gotas de chuva, cair no chão mas não se magoar.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Ciúme compulsivo...



Não à nada mais doce que um beijo apaixonado e  nada mais amargo que o sabor da perda, já beijamos, já perdemos. Vivemos num mundo de sensações, sentimos o ciúme? Sentimos. Temos ciúmes do vento porque pode viajar por onde quer e tocar na face de quem amamos, temos ciúmes do mar porque envolve essa pessoa como nunca conseguiremos fazer, temos ciúmes da roupa que a veste porque a acompanha todo o dia, ciúmes das suas lágrimas porque nascem nos olhos que ambicionamos ter só para nós, ciúmes do sabão que lhe acaricia o corpo, ciúmes de tudo e de nada, ciúmes de nós próprios que a amamos tanto.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Quando começarem a ler já sabem que vão acabar...


Quando nascemos já sabemos que vamos morrer,
Quando adormecemos já sabemos que vamos acordar,
Quando viajamos para longe já sabemos que vai demorar,
Quando comemos um gelado já sabemos que vai ser frio,
Quando compramos roupa já sabemos que um dia vamos deixar de a usar,
Quando a comida está muito quente já sabemos que nos vamos queimar,
Quando a lua vai embora e o sol aparece já sabemos que vai amanhecer, isto decorre do hábito,
Mas e quando nos apaixonamos?

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Amigos



Um pedaço, tlim, outro pedaço, tlim, e mais outro e outro, tlim, tlim, tlim...Ás vezes é assim que nos sentimos, a desmoronar e depois chegam os amigos com um grande balde de cola, um pincel e começam a árdua tarefa de voltar a colocar todos os pedaços no seu lugar. Os amigos são ou não são das melhores coisas do mundo?

terça-feira, 23 de agosto de 2011

...


É tão fácil falar sobre a tristeza mas falar sobre a felicidade é tão complicado, será por não estarmos habituados a sentir esse sentimento tanto quanto estamos habituados a sentir tristeza? O que assusta é isso mesmo a felicidade ser um sentimento mais abstracto que a tristeza. Mas que se pode fazer? A tristeza anda sempre escondida num cantinho do meu coração à espera de uma oportunidade para sair do esconderijo e o envolver todo e a felicidade só aparece de vez em quando se apanhar a tristeza distraída. É bom ter alguém que a distraia.